Have an account?

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Paola Oliveira em entrevista para Contigo! revela: "Quando me emociono, é para valer"

Paola Oliveira é capa da edição desta semana da Revista Contigo! Com super entrevista e ensaio, com passagens da atriz por Florianópolis no último mês, a musa é destaque da publicação, que chega às bancas nesta quarta (8).

Já em clima de final de ano, Paola faz um balanço da carreira e da vida pessoal. A atriz comenta a escolha dela como protagonista de Insensato Coração, os sonhos e os planos que reserva para 2011 e fez revelações como a de porque se tornou vegetariana e que está sem comer chocolates - sua paixão - até o final do ano. Além disso, comenta seu retorno à loirice e não esconde que gosta dos seus fios "iluminados".

Close: no ensaio fotográfico você tem a oportunidade de ver Paola nas cenas dos capítulos 4 e 18 da próxima novela.

Leia na íntegra:


______

Paola Oliveira, 28 anos, ainda não sabe onde vai comemorar o Réveillon, mas tem certeza de que irá começar 2011 comendo lentilha, as tradicionais sete uvas e pulando 14 ondas!



''Sete vão ser poucas para agradecer. Só quero que 2011 seja uma continuação de tudo de bom que aconteceu em 2010. Foi um ano muito especial, o meu melhor até agora, não posso negar. E quero chegar no fim de 2011 falando isso de novo, que foi o ano mais maravilhoso da minha vida'', ambiciona a atriz, que foi escolhida para substituir Ana Paula Arósio, 35, como protagonista da próxima novela das 9, Insensato Coração, de Gilberto Braga, 64, e Ricardo Linhares, 48.

A partir de janeiro, ela estará no ar como a designer Marina. ''Foi o melhor presente de Natal que poderia ganhar'', reconhece. Essa foi apenas uma das coisas boas que aconteceram no ano em que Paola foi rainha de bateria pela primeira vez, vilã da trama das 6, estrela de minissérie.

Para completar, está tudo ótimo no namoro de um ano e meio com Joaquim Lopes, 30, com quem faz planos de casar e ter filhos. Então, que venha o ano novo!

Lágrimas a cada escalação
Paola garante que não é do tipo chorona. Mas sua primeira reação ao receber o convite para estrelar a próxima novela das 9, Insensato Coração, foi... chorar! E ela admite que isso acontece sempre, desde que foi convidada para o primeiro trabalho na Globo, há cinco anos. ''Foi muito emocionante, não esperava mesmo. Papai Noel chegou cedo este ano (risos). Chorei mesmo. Desde a minha primeira vez  foi assim. Quando me chamaram para fazer Giovanna (Belíssima, 2005), fiquei nervosa a ponto de jogar o telefone no chão. Nem sou tão emotiva, mas quando me emociono, é para valer. Se a gente não for assim, acho que não tem graça''.

Romântica, apaixonada, mulherzinha
Paola demora para admitir que é sensível, não gosta de ceder. Mas acaba revelando, aos poucos, que é do tipo que gosta de receber flores. ''Acho o romantismo algo necessário, a gente tem de ser romântico! Eu gosto de escrever recadinhos, espalhar pela casa... Por que não? Sou uma pessoa apaixonada por tudo o que eu faço, meu trabalho, minha família, meu relacionamento.  Sou muito mulherzinha nesse sentido, eu não consigo estar bem sem estar apaixonada'', diz a atriz, que procura ser sempre muito atenciosa e dedicada a quem estiver por perto. ''A gente tem de ver o que o outro está precisando, não pode olhar só para a gente'', ensina.

Só não perde tempo sofrendo
Quem nunca sofreu por amor? Paola garante que não. ''Acho que tudo na vida tem seu momento. Mas eu não tenho muita tristeza para lembrar, porque não passo muito tempo sofrendo, não fico remoendo as coisas, sabe? Normalmente, quando estou com raiva, gosto de conversar, ouvir a outra pessoa. Gosto de resolver logo, de falar, não guardo para depois. Então, dizer que sofri por amor não faz muito parte da minha vida, só se foi bem rápido, passageiro. Não sou de curtir mágoa, não gosto, não perco tempo com isso''.



Pequenas loucuras no dia a dia
A atriz não é do tipo que precisa de grandes fantasias para ser feliz. Gosta das coisas simples, como fazer pequenas surpresas bem no meio de um dia atribulado. ''Sei lá o que é loucura. Acho que a maior loucura que eu faço são as pequenas coisas do dia a dia. As coisas simples são o que têm valor, como sair no meio do trabalho para ir almoçar correndo com a pessoa. Ou reservar um lugar diferente para um encontro. Fazer uma surpresa quando o namorado está trabalhando longe e não espera que você apareça. A gente faz loucuras assim... Acho que não chega a ser loucura, mas gosto de fazer essas coisinhas.''

Mulher de sorte...
É tanta coisa boa acontecendo que não dá para negar que a sorte ajuda, sim! Até Paola admite, sem que isso diminua o valor de suas conquistas profissionais. ''Acredito numa energia conspirando pela gente muito maior que possamos imaginar. Mas acho também que, se você não fizer a sua parte, as coisas não vingam. Por isso, tento sempre transformar a sorte em trabalho. Quando consigo um papel que nem estava correndo atrás, faço como se fosse a última vez, para fazer o meu melhor. Dou valor à sorte como dou valor a todas as coisas boas que acontecem na minha vida. E até esqueço o que não dá certo'', diz.

...e que faz promessa!
E se é para dar uma forcinha à sorte, Paola apela até para o santo. Sim, ela é supersticiosa e cheia de fé. ''Fiz uma promessa e fui atendida, então vou ficar sem comer chocolate até o fim do ano. Isso, para mim, é um sacrifício enorme, porque amo chocolate. Não passava um dia sem comer. Mas eu fiz um pedido pessoal muito importante, consegui alcançar'', revela.

O que quer Paola?
Paola Oliveira está há cinco anos no ar na Rede Globo e afirma que a fama não subiu à cabeça. ''Não sou boa em falar de mim, mas acho que mudei em algumas coisas e em outras eu mantenho exatamente como era no início. Sou a mesma pessoa que veio de São Paulo para o Rio para fazer testes e tentar ser atriz, e que não tem problema com nada, que topa qualquer coisa, que é simples, que gosta de trabalhar, que gosta do que faz e nunca está pronta o suficiente. Esta sou eu, o que sempre fui. A gente amadurece em tudo, não dá para negar. Fico feliz de ser jovem e já ter muitas coisas acumuladas. E muitas coisas para fazer ainda. Quando achar que já estou pronta e não preciso fazer mais nada, então, é hora de parar. E isso vai demorar.''

Uma loira em sua vida
Ela cortou os cabelos e mudou o tom de castanho para loiro por conta da Marina da nova novela. E adorou. ''Amei. Acho sempre bom quando a gente muda por causa da personagem. É bom poder assumir outras personalidades sem deixar de ser a gente (risos). Ficar loira me dá jovialidade, fico mais iluminada, por isso fiquei feliz. A novela é bem solar, então, vai dar uma  luz à personagem.'' E será que ela já começou a receber mais cantadas depois que adotou esse novo look? ''Ainda não. Mas eu estou me achando mais bonita loira.''




A dieta do prazer
''Comer é muito bom, um prazer. É quase um pecado, né? O pecado da gula. Mas acho que vale a pena segurar a onda pela autoestima. Para estar bem ao colocar uma roupa, vale abrir mão de algumas coisas. Sou mais regrada durante a semana, mas nada demais. Posso comer algo fora do cardápio se tiver um jantar ou um almoço especial. Meu cardápio não é nada demais. Evito fritura e esse negócio de doce que é uma delícia (risos). O café da manhã é a refeição que mais gosto. Tomo café ou chá e como cereal, pão de forma light, queijo branco ou amarelo, iogurte e um suco de fruta. No meio da manhã, como uma fruta. No almoço, salada e massa, ou arroz, ou salada de batata. Gosto  muito de carboidrato. Também costumo incluir uma proteína, como ovo. À tarde, como uma fruta ou duas, depende da fome. E, à noite, tomo uma sopa, que adoro.''

Vegetariana por ideologia
Há seis anos, Paola parou de comer carne por acreditar nos males que a criação de gado causam ao meio ambiente. ''Não consigo mais. Não foi uma opção por saúde, ou para emagrecer, foi mais por eu ser muito apegada na questão do meio ambiente, pela possibilidade de preservar o que posso. Essa é minha contribuição. A gente se habitua a ser carnívoro demais. Não quero ser chata, mas eu prego.''

Feliz com o corpo
Quando tinha 18 anos, ela dizia que queria ser magra e não conseguia. Fez lipoaspiração, dietas... Mas lá estão suas curvas. Hoje, diz que aprendeu, enfim, a conviver com seu corpo. ''Estou feliz, passei desse fase de querer mudar. E vou ficar feliz se estiver dois quilos acima do meu peso ou dois abaixo. A gente é mais do que um corpo sarado, sabe? É claro que, quando você tem um trabalho específico, precisa se cuidar mais. Mas acabei me adaptando a muita coisa, não dá para mudar o biótipo. Acho que estou mais feliz hoje em dia desse jeito. Não tenho nada que me faça ficar reclamando. Tinha um momento em que estava mudando, e mudei. Agora, é mais manter, não tem muita novidade. Não se pode ter paranóias.''

Família, filhos... E por que não?!
Paola está há um ano e meio com Joaquim Lopes, e os dois fazem planos para casar e ter filhos no futuro. A atriz não esconde a felicidade que lhe traria realizar este desejo. Mas sem pressa. Quem sabe, no fim de 2011, depois da novela, ela comece a pensar no assunto mais seriamente? ''Toda mulher sonha em casar e ter filhos. Eu nunca pensei na coisa de véu e grinalda. Está no imaginário feminino e no meu também. Família, filhos... Quero tudo isso, mas tudo mais para frente. Acho que nesse momento ainda estamos buscando coisas. Minha atenção está muito voltada para o trabalho, a dele também. Mas tenho esse sonho  como toda mulher. Eu sou real, de verdade, tenho meus defeitos, meus sonhos. Vou vestir rosa, amarelo e branco no Ano Novo para ter de tudo um pouco, amor, sorte, paz. Às vezes me perguntam se não tem nada de errado na minha vida. Parece um conto de fadas, né? Mas é um conto de fadas mesmo'', conclui.

O amor acima de tudo

Paola e Joaquim se conheceram nos bastidores do filme Uma Professora Muito Maluquinha, em março de 2009, quando ele era noivo da atriz Thais Fersoza, 26. Um mês depois, Joaquim casou, mas rompeu a união na volta da lua de mel. Em agosto, começou a circular com Paola. Os dois só assumiram o romance em  outubro do mesmo ano. Hoje, vivem um amor tranquilo. ''Eu aprendi que só vale a pena estar numa relação se a gente preza um pelo outro, se não, não há nada. Tem de  ter confiança, amor, paixão. É claro que nos tornamos alguém melhor quando o relacionamento é com quem você se identifica. Eu me sinto mais segura tendo alguém assim'', diz Paola.


Cinco anos a mil na TV

Paola está na TV Globo desde 2005, e já estreou com o pé direito, como Giovanna da novela das 9, Belíssima. ''Foi o começo de uma grande mudança na minha vida, mais do que eu podia imaginar. Saboreei cada momento, cada teste, cada viagem de São Paulo para o Rio. Ficava em dúvida se ia dar certo. Foi muito especial'', reconhece.

Em 2006, ela foi Sônia, protagonista da novela das 6, O Profeta. Depois vieram Letícia de Ciranda de Pedra (2008), e a vilã Verônica de Cama de Gato (2009). Neste ano, estrelou um episódio da série As Cariocas e a minissérie Afinal, o Que  Querem as Mulheres? ''Foram cinco anos sem parar. Tive papéis maiores do que imaginava e todos bem diferentes um do outro. É muito bom ter de se reinventar. Agora, nem paro para pensar que vou ser protagonista. Acho que estou progredindo.''

Paola Oliveira - Contigo! Dez. 2010

3 comentários:

filipe disse...

concordo com vc paola!!! não é bom curtir a magoa,ficar remoendo,lembrando, mas sim lembrar dos tempos felizes e lembrarmos que eles existirão!!

Anônimo disse...

esqueci meu nome,Carla.Beijos para Paola.Tudo bem azul para vc.

Anônimo disse...

ESSA PAOLINHAS DE OLIVERINHA TER JEITO NESSA VIDA BANDIDA NÃO!. ASSIM COMO FEZ O CRETINO DESAVERGONHDO DO FEIOSO JOAQUIM DA LÓPEZ COM A LINDA TADINHA SHOW DE BOLA DOS PUTHAÍS FERSOZA, DANDO UM CHUTE DAQUELES NA BUNDINHA TÃO BONITINHA DA POBRE MORENINHA, LHE ABONDONANDO NO ALTAR, ANTES DO CASAMENTO, AGORA TAMBEM A ORDINÁRIA DESMORALIZADA PUTOLA DAS BUNDEIRA, DEU NO BUNDÃO HORROROSO DESSE PAMONHA REDARDADO E FEIOSO DEMAIS JOAQUIMS DAS LÓPE, UM TREMENDO CHUTE DAQUELES ASSIM QUE DA GOSTO DE SER BEM DADO.